Minha primeira música

Lembro que aos cinco anos fiz uma pergunta à minha mãe: Como é que se faz uma música? Em minhas vagas lembranças, recordo de estar ouvindo as lindas músicas inspiradoras do grupo Prisma e ter tido vontade de compor músicas como as deles… (quem das antigas não lembra de “asas da alva”, “discípulo teu”, “eu não me esqueci de ti”, “forte como um menino”?!) Motivado por esse desejo, fiz a pergunta à minha mãe. Por incrível que pareça, até hoje lembro da resposta: Eles oram, pedem a Deus inspiração, e então compõem a música.

Essa foi uma pergunta complexa para se responder a uma criança de cinco anos. E com simplicidade, minha mãe foi direto ao ponto principal: inspiração de Deus!!

O concurso
Em 1994, eu estava com nove anos. Na igreja onde meu pai era pastor, Igreja Adventista Central de Maceió, foram abertas vagas para um concurso de composição. Quando vi o anúncio, fui falar com minha mãe dizendo que queria participar.

Eu não lembro muita coisa sobre isso. Mas minha mãe, Mércia Lüdtke, me contou esses dias que ficou toda sem jeito porque muita gente talentosa e experiente iria participar do concurso… e ela não queria ver o filho passar vergonha (nem ela queria passar vergonha junto!! rsrs. Ainda mais por que ela seria a pianista!!) Mas ao mesmo tempo ela não queria desestimular o filho.

Com o “apoio” da minha mãe, compus a música. O título era “Jesus, muito obrigado” (minha segunda música também foi sobre gratidão. Na minha cabeça, só existiam três assuntos para falar numa música: gratidão, morte de Jesus e volta de Jesus. Por isso minhas primeiras músicas só giravam em torno desses assuntos! rsrs).

Minha mãe, que toca piano desde os 5 anos de idade, e é professora de música, fez o arranjo da música ao piano [partitura original escrita e guardada por minha mãe abaixo]. Ensaiamos direitinho. E tinha até vocal.

Bem, no dia da apresentação, acho que fomos bem. Pena que a escolha da melhor composição foi feita por votação de toda a igreja. Lembro que quando falaram o nome da minha música, três pessoas no meio daquela igreja grande e lotada levantaram a mão!! É, com três votos não consegui nenhuma classificação!!

Criança não consegue entender quando perde. Lembro de ter ficado todo tristinho. Mas aí, os vencedores do concurso, Lisley e Ricardo Viana, músicos experientes que dirigiam o grupo HarmusS, vieram falar comigo. Tenho a cena clara em minha mente deles dizendo: nunca pare de compor!

Segui o conselho!! Nunca mais parei de compor – embora eu fizesse minhas músicas embaixo da cama e não mostrasse pra ninguém com vergonha de não gostarem delas…

PRA OUVIR
Sentei ao teclado e tentei relembrar a música. Ouça aqui, então, um trecho da minha primeira música… (Só lembrando, eu tinha 9 anos. Então não espere algo muito elaborado! rsrs)

 

Anúncios

8 Respostas para “Minha primeira música

  1. Ah pastor, gostei. Não é muito infantil não e nela a gente já percebe um pouco do seu estilo de compor hoje; dom é assim mesmo!!

  2. Haa… Pastor grava ela no próximo DVD, o senhor já tem a musica nuvem que fala de Jesus e agora sua mãe acha outra musica que fala sobre agradecimento. Falta terminar ou não, gravar e vai ser um sucesso rsrsrs. esta muito boa , gostei . Deus te abençoe sempre !!!

  3. Linda música, deveria entrar no hinário na parte de doxologia… seriu!
    Se eu tivesse o sonho de gravar um CD, a gravaria seria a faixa 1…rs
    Que Deus continue te inspirando a compor para o Seu louvor!

  4. Criança não entende mesmo quando perde, mas o mais importante era que ainda menino seu coração era grato a Jesus por tudo, e desejoso de ser como Ele. Achei muito lindinha a letra, porque foi com simplicidade que você expressou o mais importante na vida de uma pessoa: ser igual a Jesus! Muitas bênçãos.

  5. Muito bacana a música, soa muito pura, muito verdadeira.
    Agora, eu tenho algumas músicas e, durante muito tempo não quis mostrar pra ninguém porque morria de vergonha (acho que eu tinha medo das críticas, ou das pessoas não gostarem).
    O que mais sinto dificuldade na hora de compor justamente é a tentativa de “fazer algo elaborado”, e isso tem sido mais forte do que eu! Mas espero um dia conseguir deslanchar e colocar em versos e notas os meus sentimentos e a esperança por Jesus!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s